Ana Paula

Blogando desde: 29+08+2004=7
O CARRO: vitória, triunfo.

Canceriana

Se for me adicionar, diga-me o pq e (ou) de onde nos conhecemos... apaulaff@gmail.com apaulaf_7@hotmail.com   

Fotos 

"Om bhur bhuvah svah
tat savitur varenyam
bhargo devasya dhimahi
dhiyo yo nah pracodoyat"



voltar


Bluemoonotes (Janaína) Rabiscos de uma vaca insandecida... (Moniquinha) Digitando... (Thaís)
Entre tantas eu... (Jana) Garimpando Beleza (Rô) Leila Eme
Mania de Intimidade (Ana Maria) Oncoto Concoso Proncovo (Erika) Quero dizer que... (Tatinha)
Sesmarias (Bugra) Ventania (Regina) Your Soul


A Aldeia dos Anjos
Às Vezes Céu Azul, Às Vezes Tempestade...
A Embaixada
Até que enfim...
Banana & Etc
Bella Mistura
Branco Leone um blog sem conteúdo
Cristiny on line
Depois do Por do Sol
Dia de Folga
Eu, Tu e Eles
EÇA É QUE É HESSE!
Faxina mental
Funny Kitto
GAPA-grupo de assistência e proteção aos animais
Gérbera Laranja
Gerolino Incorporation
Jack não tá fazendo nada
JUST ANOTHER BLOG
Laço do Infinito
Leis de Murphy
Mãe Coruja
Meu Cantinho
Meu Mundo
Miscelâneas - Lado B - Um outro lado de mim
Minha Página
Nadica de Nanda...
Mulher de 30 e poucos
No ármario da Cá
Muito Além Do Céu Azul
No Limite da Razão
O amor é o começo do resto...
Objeto Abjeto
Outras Palavras
PEA - Projeto Esperança Animal
Playground dos dinossauros
Sonhando na varanda
Sem Salvação
Sweet Melody
Verinha, mãe feliz e coruja!



Sua nota (UOL)

Avalie Este Blog!




Indique esse blog aos amigos




Site Meter

on line



O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

Divulgue o seu blog!

Viciados em Livros





Get your own free Blogoversary button!




 Ana Paula

Proibido copiar
Melhor visualizado em 1024 x 768 pixels

eXTReMe Tracker




Salve, salve!!

Oração a São Jorge

Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal.

Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos.

Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo.

São Jorge Rogai por Nós.

 

 

 



Expresso por: Ana Paula 16h01

 






 

“aprendera a espalhar na sua alma o remédio do há-de vir.”
(Mia Couto, Vozes Anoitecidas)



Expresso por: Ana Paula 23h42

 






 

Quem é você?, perguntou a Lagarta.
Não era uma maneira encorajadora de iniciar uma conversa. Alice retrucou, bastante timidamente: Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então.
O que você quer dizer com isso?, perguntou a Lagarta severamente. Explique-se!
Eu não posso explicar-me, eu receio, Senhora, respondeu Alice, porque eu não sou eu mesma, vê?
Eu não vejo, retomou a Lagarta.
Eu receio que não posso colocar isso mais claramente, Alice replicou bem polidamente, porque eu mesma não consigo entender, para começo de conversa, e ter tantos tamanhos diferentes em um dia é muito confuso.
Não é, discordou a Lagarta.
Bem, talvez você não ache isso ainda, Alice afirmou, mas quando você transformar-se em uma crisálida - você irá algum dia, sabe - e então depois disso em uma borboleta, eu acredito que você irá sentir-se um pouco estranha, não irá?
Nem um pouco, disse a Lagarta.
Bem, talvez seus sentimentos possam ser diferentes, finalizou Alice, tudo o que eu sei é: é muito estranho para mim.
Você!, disse a Lagarta desdenhosamente. Quem é você?

Lewis Carroll
Alice no país das maravilhas



Expresso por: Ana Paula 20h37

 






 

"Eu tenho tanta alegria adiada, abafada, quem dera gritar. 
 Tô me guardando pra quando o carnaval chegar." 

 Chico Buarque



Expresso por: Ana Paula 10h18

 






 

A Arte de Ser Feliz

Houve um tempo em que minha janela se abria
sobre uma cidade que parecia ser feita de giz.
Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.

Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto.
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio,
ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas.
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem,
para as gotas de água que caíam de seus dedos magros
e meu coração ficava completamente feliz.

Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor.
Outras vezes encontro nuvens espessas.
Avisto crianças que vão para a escola.
Pardais que pulam pelo muro.
Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais.
Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar.
Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega.
Às vezes, um galo canta.
Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas,
que estão diante de cada janela,
uns dizem que essas coisas não existem,
outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente,
que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

Cecília Meireles



Expresso por: Ana Paula 00h57

 






 

 

Lua Cheia
11/01/09 - 03:27h


Face da Mãe, ideal para a prosperidade



Expresso por: Ana Paula 17h46

 






"Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira."

 

 

 

Canção Mínima

"No mistério do sem - fim
equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,

entre o planeta e o sem - fim,
a asa de uma borboleta."

Cecília Meireles



Expresso por: Ana Paula 20h33

 






NOVO PRODUTO NO MERCADO


1a. Convenção Familiar - Temporada 2008
 
Queridos Filhos,

Em primeiro lugar, Mamãe gostaria de agradecer a presença de todos nesta Primeira Convenção Familiar. Mamãe sabe como foi difícil abrir um espaço nas agendas de cada um de vocês:
Papai tinha uma lavagem de carro praticamente inadiável, Júnior já tinha marcado de se trancar no quarto, Carol estava para receber pelo menos três telefonemas importantíssimos de uma hora e meia cada um.
Mamãe está comovida. Muito obrigada.
Bem, conforme Mamãe já tinha mais ou menos antecipado, esta convenção é para comunicar ao público interno - Papai, Júnior e Carol - todas as modificações nos produtos e serviços da linha Mamãe.
 
Como vocês sabem, a última vez que Mamãe passou por reformulações foi há 14 anos, com o nascimento do Júnior. De lá para cá, os hábitos e costumes, o panorama cultural, a economia e o mercado passaram por transformações radicais.
Mamãe precisa acompanhar a evolução dos tempos, sob pena de ver sua marca desvalorizada.
 
Para começar, Mamãe vai mudar a embalagem. Mamãe sabe que esta é uma decisão polêmica, mas, acreditem, é o que deve ser feito.
 
Mamãe sai desta convenção direto para um spa, e de lá para uma clínica de cirurgia plástica.
Nada assim tão radical. Haverá pouquíssimas alterações de rótulo, vocês vão ver.
 
Mamãe vai continuar com praticamente o mesmo formato, só que com linhas mais retas em alguns lugares e linhas mais curvas em outros. Calma, Papai! Mamãe já captou recursos no mercado.
 
Mamãe vai ser patrocinada por uma nova marca de comida congelada. Lei Rouanet, porque Mamãe também é cultura. Junto com o lançamento da nova embalagem de Mamãe, no entanto, acontecerá o movimento mais arriscado deste plano de reposicionamento.
 
Sinto informar, mas Mamãe vai tirar do mercado o produto Supermãe.
Não, não, não adianta reclamar. Supermãe já deu o que tinha de dar.
Trata-se de um produto anacrônico e superado, antieconômico e difícil de fabricar.
 
Mamãe sabe que o fim da Supermãe vai aumentar a demanda pela linha Vovó, que disputa o mesmo segmento. Paciência. Você não pode atender todos os públicos o tempo todo.
 
 No lugar da Supermãe, Mamãe vai lançar (queriam que eu dissesse 'vai estar lançando', mas eu me recuso) novas linhas de produtos mais adequados à realidade de mercado.
 
Vocês vão poder consumir Mamãe nas versões Active (executiva e profissional), Light (com baixos teores de pegação de pé), Classic (rígida e orientadora), Italian (superprotetora) e Do-It-Yourself (virem-se, fui passear no shopping).
Mas uma de cada vez, sem misturar.
 
Ah, sim, Mamãe detesta esses nomes em inglês, mas me disseram que, se não for assim, não vende. Mamãe gostaria de aproveitar a oportunidade para lançar seus novos canais de comunicação.
 
De hoje em diante, em vez de sair gritando pela casa, vocês vão poder ligar para o SAC-Mamãe, um 0300 que dá direto no meu celular (apenas 27 centavos por minuto, mais impostos).
 
Mamãe também aceita sugestões e críticas no endereço mamae@mamae.net
 
Mais uma vez Mamãe agradece a presença e a atenção de todos.
 
Aguardem: vem aí a Nova Mamãe!
  
 
Autoria Desconhecida
 
Minha querida amiga Edna que enviou. Os emails dela são da hora!!!  
 


Expresso por: Ana Paula 22h03

 






Bolsa Lovely (fiz para minha filha)

Ficou assim: TUUUDOOO! Cheia de botões, bordados, flores e claro, o penduricalho. Eu gostei, Ela amou.

Pcsinho "dusinferno" tá com um vírus maldito que desliga o anti vírus e o pc antes de conseguir deletar. Final de semana pretendo passar minhas horas consertando o estrago "JG" (meu filho e as porcarias que instala e desinstala). Horas estas, doces e pacíficas em que o único nome que não o chamarei será de meu anjo, apesar do nome Gabriel.
Nem conto a vcs o que me aconteceu. É que coisas boas a gente fica quietinha que é pra não desandar. Mas se tudo der certo, semana que vem, terei boas novidades e vou encher isso aqui de fotos.
Essa semana niver do filho e do marido, 5ª feira de comemorações. Vamos ver se coloco tbm algumas fotinhas aqui.
Tempos felizes esses... pra quem gosta de mim, notícia boa; pra quem não gosta, que morda o próprio cotovelo.
É só, pq nem o mouse funciona mais e estou navegando pelo teclado...um porre! 
Bjus e se cuidem.



Expresso por: Ana Paula 10h57

 






Nova criação: Bolsa Haicai (VENDIDA)

Estampa de inspiração japonesa em cetim importado, alças e debruns em poás. Fecho em coração patchwork.

Interior: tecido em poá miúdo p&b e bolso interno.

Acompanha penduricalho com flor de fuxico sobreposta, miolo bordado e contas facetadas.

Informações: apaulaff@gmail.com



Expresso por: Ana Paula 15h12

 






Craft e tals

Eu sempre gostei de costurar. Quando eu tinha uns 14 anos inventei uns biquínis em camurça (couro). O inconveniente era que não podia molhar mas mesmo assim vendi bem. As meninas iam pra praia, lindas, com meus biquínis franjados, cheios de aplicações e amarrações inusitadas. Eram biquínis de "festa". Quase derretiam, pobres! 
Fantasias de carnaval também, fiz várias. Iamos em grupo, todas com o meu modelito em lurex importado, franjas de seda, arranjos de cabeça e piteiras bordadas. Ah! Eu gostava de elaraborar! 
Depois, quando os meus filhos eram pequenos, comprava revistas com moldes, mudava aqui e alí e inventava em cima do modelo pra não ficar com cara de mamãe que fez.
Passei um tempão sem pegar em agulha e linha e agora voltou a vontade. Vou fazer um curso de estilismo e modelagem que começa este mês no SENAC e já ouso fazer algumas coisinhas que devagar vou mostrando aqui. É meio como andar de bicicleta, no ínicio a gente bambeia um pouco mas com o tempo vai pegando o jeito. Costura é vontade, prática e muitas idéias. Não tem mistério, não.

E agora, a minha primeira criação nessa nova fase:

Bolsa de calça jeans customizada

Os detalhes...

Fuxicos: de fita, retalhos e coração fofinho com aplicação de missangas.

(O penduricalho, eu também fiz. Tem vídeo no You Tube ensinando. Muito fácil!)

O fechamento... ( Horas quebrando a cabeça.)

O acabamento interno...

A cúmplice...

(Ótima máquina! Atende bem as minhas necessidades (14 pontos), fácil manejo e preço bom. Equivale a uma intermediária da Singer de valor bem mais alto. Gostei muito!)

Quero opiniões, dicas, elogios principalmente e críticas também (dessa parte, eu não gosto muito...kkkk...). 



Expresso por: Ana Paula 09h38

 






(...) Ou deixem que a minha lamparina na hora da
meia-noite
Seja vista em alguma torre alta e solitária
Onde poderei observar a Grande Ursa,
Com o três vezes grande Hermes, ou alcançar
O espírito de Platão para desvelar
Quais mundos, ou quais vastas regiões encerram
A mente imortal que previu
A sua mansão neste abrigo carnal;
E sobre aqueles demônios que são encontrados
No fogo, no ar, nas enchentes ou debaixo da terra,
Cujos poderes têm a aquiescência
De um planeta ou elemento.


JOHN MILTON, Il Penseroso (cerca de
1631)



Expresso por: Ana Paula 22h34

 






Que tu corazón sea puro como el cristal

 

... Ouvi o murmúrio das ondas e da areia como se quisessem felicitar-me,
Porque aquele a quem mais amo dormia ao meu lado sob a mesma noite fresca,
Na quietude daquela lua de outono o seu rosto inclinava-se para mim
"E o seu braço repousava levemente sobre o meu peito - nessa noite fui feliz."

Câncer

21/06 à 21/07

Elemento Água

O Elemento Água corresponde à função do Sentimento. A Água de Câncer é a do poço. O poço fornece a água que banha, prepara alimentos, aquece, resfria, conforta. O poço é fonte de vida e de manutenção da vida. Fundo, escuro e secreto em seus sons. O sentir nas pessoas desse signo é como o poço. Profundo e mantenedor da vida, Câncer faz do delicado sentimento da proteção e auto proteção, o instrumento principal para o desenvolvimento de suas habilidades.

Dentro do poço não "bate" o sol. Destituído da extenuante atividade solar, que é a representante da mente e do espírito, as cores de Câncer são gestadas em suas próprias fantasias, nos mundos que cria e recria ao livre curso de sua imaginação, imagens de formas cambiantes, como a Lua que rola no céu escuro. Incapaz de perceber a diferença entre aqueles que ama em sonho e aqueles que são reais, usa da delicadeza, para que nada se machuque. Enfim popular devido a tanta ternura, sai aos poucos do poço, mas fatigado frente ao falatório sem sentido, de novo busca um refúgio gelatinoso, nas névoas do passado, ou no sonho que acabou de criar.

Regente

Lua. Se você nasceu com o signo solar de Câncer, significa que a Lua é sua "mãe" celeste.

A Mulher de Câncer

Imprevisíveis. Não como as arianas que tomam decisões e esquecem de avisar. Mas como a água que vira vapor, depois é água de novo, depois é chuva... Mulheres de Câncer tem um humor flutuante feito as marés e os ciclos da lua. O corpo tem grande participação nessas alterações de humor. Seja pelos ciclos naturais, seja através da alimentação, ou pela necessidade de segurança para essa realidade corpórea inequívoca, é preciso respeitar nas mulheres de Câncer, a força manifestada das entranhas e da carne. Uterinas, quando ameaçadas em sua segurança ou magoadas, revelam uma crueldade digna das piores vilãs de telenovelas. Mágoa em Câncer é sinônimo de algo que dificilmente será esquecido, ao contrário, será lembrado em momentos nevrálgicos. Para que as tempestades da alma e do corpo possam ser conduzidas de forma saudável, a mulher de Câncer precisa dar vazão ao enorme fluxo de sua criatividade, exercendo alguma profissão, além da vida doméstica para a qual naturalmente é talhada. Poderosamente feminina, quando imatura é perigo vasto e fundo! Envolvem, como uma grande e absorvente ostra, aquilo que elegem para ser a sua "pérola". Maduras, pela ação do tempo ou pelo conduzir equilibrado dos anseios da alma e do corpo, a energia feminina se transmuta em sabedoria. Sacerdotisas, mães, amantes e administradoras, ditam a vida em família, os relacionamentos, seus projetos e anseios. Sem alarde ou imposição. Apenas pelo que delas emana.

http://www.astroporto.pop.com.br/



Expresso por: Ana Paula 08h28

 






Embriague-se


É preciso estar sempre embriagado. Isso é tudo: é a única questão. Para não sentir o horrível fardo do Tempo que lhe quebra os ombros e o curva para o chão, é preciso embriagar-se sem perdão.
Mas de que? De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser. Mas embriague-se.

E se às vezes, nos degraus de um palácio, na grama verde de um fosso, na solidão triste do seu quarto, você acorda, a embriaguez já diminuída ou desaparecida, pergunte ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, pergunte que horas são e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio lhe responderão: "É hora de embriagar-se! Para não ser o escravo mártir do Tempo, embriague-se; embriague-se sem parar! De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser".


Baudelaire
tradução de Jorge Pontual



Expresso por: Ana Paula 23h44

 






A PITONISA

Essa é a estória de Ronaldo Antônio, 50 anos, casado, pai, cidadão ciente de seus deveres. Vivia sua vida, um dia atrás do outro. Dias plácidos e absolutamente previsíveis. Era bem formado, bem sucedido, nem feio e nem bonito, simpático. Tinha uma casa confortável, uma esposa amigável, amigos de longa data...de certa forma feliz.
Casara-se como muitos. Um dia encontrou uma pessoa legal, o sexo era razoável e quase cotidiano, a vida transcorria morna, os planos eram os mesmos e sem perceber, acabou casado.
Durante muito tempo, a vida não ofereceu grandes conjecturas a Ronaldo Antônio, até que a rotina começou a incomodar. O sexo que a princípio era satisfatório, tornara-se quase inexistente. Beijar na boca, então... há mais de dez anos, que não. Só beijinhos sem graça, um leve roçar de lábios, nas idas e vindas. Vivia para o seu trabalho. Era vaidoso e inteligente. Se julgava acima do bem e do mal. E...no geral, tinha uma boa vida. Pra que mexer?
Mas... sempre o mas... em seus sonhos, vislumbrava uma vida diferente. Passara a ter sonhos lúcidos. Sonhos conduzidos pelo desejo sufocado. Ronaldo Antônio era um indivíduo racional. Tentava racionalizar os sentimentos e a vida. Racionalizar e projetar eram metas primordiais em sua vida. E a vida assim, é CHATA!
Entre o sentir que clamava atenção e o raciocínio, Ronaldo sofria. No ínicio, achou que era a tal andropausa, terror masculino. Aos poucos, se deu conta que apesar das conquistas, da boa vida e do sucesso, levava uma vida "meia-boca". Mas até chegar nesta conclusão, não foi um caminho fácil. Vaidoso, era quase impossível admitir que valorizou o lado errado. Ser feliz não é o mesmo que ter uma boa casa, um carro novo ou uma vida previsível. Claro, que isso até ajuda bastante! Mas ser feliz é mais. É sentir emoções que brotam francamente. É um extravasar que não pode ser contido pelo racional.
Um dia, ao sair do estacionamento, observou no outro lado da avenida uma placa: MADAME ZAOR LÊ SEU FUTURO NUM PISCAR DE OLHOS - TAROT, BARALHO CIGANO, PÊNDULO E RUNAS.
Não era homem de acreditar nessas coisas. Sistemático, tentou desviar o olhar mas num forte e inédito impulso, dirigiu-se até lá.

- Bom dia, senhorr. Entrre, porr favorr - dito num leve acento francês -
 
Ele assentiu com a cabeça. Entraram num pequeno cômodo, banhado por uma luz diáfana. Tudo recendia a mistério e incenso. Sobre a mesa redonda, coberta por um lenço cigano, estavam dispostos os maços de cartas.
A cartomante, numa breve explicação, conta: que a célebre pitonisa, Madame Zaor, a entidade espiritual que a assiste na colocação das cartas, viveu em Paris na metade do século XVIII. E que portanto, em homenagem, usa o mesmo nome.

Começa a leitura, segredos maiores: O Mago, O Julgamento e Os Enamorados.

- Eu vejo, monsieur... um grrande impasse que em brreve irrá surrgirr na sua vida. Terrá que fazerr escolhas... e escolherr non é fácil...uma mulherr do passado, irrá ressurgirr, como um marrco, entre o agorra e o que há porrvirr. Recomeços, reavaliações...nada permanecerrá como está. Grrandes modificações...

Segue a leitura com os segredos menores: 5 de paus, 5 de espadas e 10 de copas.

- Uma paixão brrutal que resultarrá em separrações e lágrrimas. O 10 de copas fala em renascimento, corração saciado e felicidade futurra. Novo ciclo à frrente. Mudanças... reconfirmadas. Madame Zaor, dificilmente erra!

O circunspecto cidadão, sai sem dizer palavra. Definitivamente, incrédulo.

- Mudanças... essa é boa!

Duas semanas depois, Ronaldo Antônio, esbarra no shopping com uma antiga paixão dos tempos de escola. O resto, vocês podem imaginar... Madame Zaor, não erra!

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

 

Meus amigos, como esse blog anda "meia-boca" tal qual, a antiga vida do Ronaldo Antônio. Madame Zaor, numa exclusiva promoção, fará leituras gratuitas aqui no pedaço (tirada das 3 cartas).
É só perguntar, que Madame Zaor, dirá o rumo a seguir. Podem postar suas dúvidas como preferirem: anônimos ou não.

Consultas detalhadas, em breve, pelo MSN ou Skype.( E saquem os cartões de crédito!)
Essa humilde vidente, precisa comprar lenços de seda, tarots importados e jóias para sua frugal sobrevivência.



Expresso por: Ana Paula 08h45